SEJA BEM VINDO
MENU

Seguro de Crédito

O Seguro de Crédito oferece proteção contra o risco de não pagamento por motivo de insolvência ou falência dos seus devedores

A oferta de crédito é um dos principais diferenciais competitivos de uma empresa, mas, ao oferecer prazo, a exposição ao risco de não pagamento é alta. O seguro de crédito protege empresas de todos os portes que comercializam bens e serviços a prazo do risco de não pagamento por parte dos compradores, além de riscos políticos ou atos de guerra que impeçam o cumprimento do contrato, no caso de exportações.

Oferecemos soluções flexíveis que garantem um alto nível de autonomia na concessão de crédito para clientes, gerando condições mais competitivas de venda em prol da liquidez, e o sucesso da sua empresa.

Como Funciona o Seguro de Crédito

É uma proteção contra a inadimplência de vendas a prazo. O seguro de crédito garante indenização à empresa segurada (credor) que não receber os créditos concedidos a seus clientes (devedores). Pode ser contratado para vendas a prazo no mercado interno e para operações financiadas de exportação. O segurado e a seguradora se comprometem a manter sigilo sobre as informações referentes ao seguro de crédito. O devedor não pode ter conhecimento da existência da apólice, pois isso poderia prejudicar totalmente os negócios em caso de má-fé por parte de alguns clientes. Toda operação de crédito, garantida por seguro, reúne a participação de: Seguradora Responsável pela indenização ao segurado de parte do prejuízo decorrente da inadimplência de seus clientes. Devedor Pessoa física ou jurídica, obrigada ao pagamento do crédito que lhe foi concedido, de acordo com os termos da operação comercial realizada com o segurado. Segurado Pessoa física ou jurídica que contrata o seguro em benefício próprio ou de quem financia a operação de crédito.

A quem se Destina

Todas as empresas que comercializam bens e serviços a prazo, de portes diversos, subsidiárias ou divisões de empresas multinacionais com operação local ou global.

Principais Coberturas do Seguro de Crédito

O Seguro de Crédito oferece proteção contra o risco de não pagamento por motivo de insolvência ou falência dos seus devedores. Indeniza o Segurado pelo valor das faturas de bens e serviços adquiridos e não pagos. As apólices têm vigência de doze meses, abrangendo bens entregues para os clientes durante o período da apólice. O prêmio é cobrado com base em uma taxa sobre as vendas ou sobre os limites de crédito concedidos. A apólice funciona com uma divisão de riscos, por meio de uma retenção de parte das perdas pelo próprio Segurado.

Seguro de Crédito Doméstico

  • Cobertura para vendas no mercado interno.
  • Indeniza perdas decorrentes de inadimplência do comprador por atraso de pagamento ou insolvência.

Seguro de Crédito à Exportação

  • Cobertura para vendas no mercado externo.
  • Risco comercial e político, inconvertibilidade de moedas e moratória declarada.

Benefícios e Vantagens

  •  Limites de crédito não canceláveis.
  •  Autonomia do Segurado para tomar as suas próprias decisões de crédito.
  •  Cobertura para riscos catastróficos e por região geográfica.
  •  Produtos sob medida de acordo com a necessidade do cliente.

Tipos de Apólices de Seguro de Crédito

A SBCE analisa as propostas do seguro de crédito, emitindo as apólices das que forem aprovadas. A estrutura da apólice dependerá do volume de crédito segurado.
  • Operações de curto prazo (financiamentos de até dois anos) – a apólice é global, garantida pela SBCE.
  • Operações de médio e longo prazos (financiamentos acima de dois anos) – apólice independente, com garantia da União, lastreada nos recursos do Fundo de Garantia à Exportação (FGE), criado pela Lei 9.818, de 1999.
Operações de médio e longo prazos – tipos de apólice disponíveis: Supplier’s credit A apólice do seguro de crédito é emitida em favor do exportador. É ele quem concede crédito ao seu cliente no exterior. Entretanto, o exportador poderá solicitar refinanciamento, transferindo para o banco financiador o direito às indenizações cobertas pelo seguro de crédito. Uma das alternativas de refinanciamento é o desconto dos títulos de crédito originados da operação de exportação. Buyer’s credit A apólice é emitida diretamente em favor dos bancos. O exportador recebe o pagamento à vista de seu comprador, após a liberação do financiamento obtido com seu banco.

Perguntas Frequentes Seguro de Crédito

Uma empresa com baixo índice de inadimplência precisa contratar seguro de crédito?

Bons pagadores são bem-vindos, porém não estão vacinados contra situações adversas. A promessa de pagamento em dia pode ser resumida com o velho ditado: “colocar fechadura depois da porta arrombada”. Ao contratar o seguro de crédito, a empresa tem a garantia de que eventuais perdas estarão cobertas e serão indenizadas no prazo estipulado na apólice. O produto oferece vantagens adicionais, como redução da provisão para devedores duvidosos e aumento da liquidez, já que o “contas a receber” da empresa estará garantido. Além disso, a despesa com o seguro é dedutível do Imposto de Renda e Contribuição Social.

Qual a diferença entre o risco de crédito assumido por um banqueiro e por uma seguradora de crédito?

São as diferenças fundamentais entre atividades bancárias e de seguros. As relações contratuais são diferentes e o risco assumido também. A seguradora de crédito garante uma empresa contra a inadimplência de devedores, mediante a emissão de uma apólice com coberturas adequadas ao tipo de negócio e risco. A seguradora corre o risco de inadimplência de terceiros, ao assumir o risco do credor original que tiver contratado o seguro. O banco empresta dinheiro e corre o risco de não receber de volta se o devedor for mal avaliado. Um banco, inclusive, pode contratar seguro de crédito para se proteger desse risco.

O que acontece quando ocorre a falência de um devedor?

A razão mais comum de inadimplência é um comprador/devedor falir antes de quitar suas dívidas. A empresa que financia seus clientes deve contratar uma apólice de seguro de crédito para garantir o pagamento. Falência, ou seu equivalente em função de competição, é uma causa reconhecida de sinistros nesse tipo de seguro e desencadeia o início do processo de reclamações judiciais e cobranças.

A empresa pode contratar seguro de crédito apenas para compradores que sinalizam risco de inadimplência?

Existem empresas que não estão preocupadas com a falta de pagamento de seus compradores a crédito, em geral, mas apenas com um pequeno número de grandes compradores que poderiam e não quereriam pagar. Apólices de seguro de crédito podem ser elaboradas para garantir apenas riscos de perdas excepcionais, sem incluir todos os créditos que a empresa tem.

A seguradora de crédito precisa saber a identidade de todos os compradores de seus clientes e os limites de crédito concedidos?

Seguradoras de crédito não precisam ser informadas sempre sobre a identidade de todos os compradores ou devedores dos clientes da empresa segurada (especialmente os de menor porte). Em geral, a avaliação do risco de crédito dos segurados resulta em um limite de crédito coberto pela apólice. Qualquer exposição superior a esse limite deve ser informada, por escrito, à seguradora para confirmação de novo limite de crédito. As seguradoras de crédito nem sempre têm conhecimento exato do uso do limite de crédito garantido, embora a utilização média seja conhecida. Porém, o alto risco de exposição é monitorado rigorosamente.

Como a seguradora de crédito cobre seu risco?

Análise financeira sofisticada e técnica de gestão de dados são fundamentais no seguro de crédito em operações globais, que exigem prestação de serviços de escala. As seguradoras têm equipes especializadas, no país e no exterior se for o caso para avaliar a situação financeira dos compradores de seus segurados diariamente. O risco é diluído por meio de técnicas de seguro e partilha de risco, transferindo uma parte maior ou menor de risco para uma resseguradora. Técnicas de seguro são utilizadas para diminuir o risco e evitar o risco moral e a seleção adversa. São técnicas que garantem uma taxa de seguro (prêmio) adequada, regionalmente, além da avaliação de setores, gestão dinâmica de risco, acordos de partilha de risco e cobrança de dívidas. O risco moral, na teoria microeconômica, é o comportamento de uma pessoa ou empresa que diminui os cuidados em relação a suas ações após contratar um seguro para cobrir os riscos relativos a essas ações. Por exemplo, uma fábrica de plásticos que descuida da manutenção dos equipamentos e do sistema de prevenção a incêndio. Por terem que assumir o risco moral, as seguradoras podem precisar reajustar o preço das apólices se aumentar a frequência de ocorrência de incêndios. Nesse caso, haveria a seleção adversa – denominação dada pela teoria econômica –, isto é, as empresas mais prudentes serão prejudicadas pela elevação do seguro.

Como é calculado o limite de crédito?

As seguradoras estabelecem um limite de crédito para cada comprador do segurado, o qual terá um teto (valor máximo) para financiar suas compras. O limite poderá ser um valor mais baixo se houver alguma indicação de risco maior. O limite de crédito garantido é a linha de crédito máximo segurado para um comprador específico, e as empresas seguradas podem negociar sobre uma base segurada dentro do limite de crédito aprovado no período de vigência da apólice, sem consulta à seguradora. Esta não precisa aprovar exposições até o limite de crédito acordado, porém a cobertura se baseia na experiência de pagamento do tomador. A seguradora tem o direito de reduzir ou cancelar um limite de crédito concedido a qualquer tempo se houver informações negativas. Isso permite reduzir, em tempo hábil, a exposição ao risco de inadimplência. No entanto, novo limite de crédito poderá ser concedido para todos os clientes do segurado, depois da data em que a seguradora decidiu reduzir ou cancelar um limite.

O que diferencia o seguro de crédito à exportação?

O seguro de crédito cobre os riscos de pagamentos resultantes da comercialização no mercado externo de bens e serviços feita pelas empresas. Se o segurado decide segurar apenas suas exportações, ou seja, seu comércio com compradores localizados em países que não o seu, a cobertura é chamada de seguro de crédito à exportação. Há muitos riscos adicionais quando o pagamento é devido por um comprador de outro país. É mais difícil não só determinar a solidez financeira e econômica atual do comprador, como também prever situações que podem impedir o pagamento, como motins, guerra, restrições de câmbio ou mudanças nos regulamentos de importação.  Uma apólice de seguro de crédito à exportação aborda todos estes e outros riscos.
MMENTO SEGUROS

Responsabilidade Civil Para Dentista

Você dentista já teve algum problema com paciente devido alguma falha no procedimento ocasionando algum prejuízo a ele? Sabia que…

Seguro para Clinica e Consultórios Odontológicos

Profissionais da área odontológica dedicam tempo e cuidado aos pacientes, e como gestores de clinica ou consultório sabemos que sempre…

Porque contratar seu seguro de vida com um corretor

Hoje devido a tecnologia muitos agentes estão comercializando Seguro de Vida, mas muita das vezes você contrata o seguro e não…

Seguro Cibernético

Nos últimos anos especialistas vem alertando sobre o crescimento de crimes virtuais e ciberataques. Na última sexta-feira (12) o mundo…

Responsabilidade Civil Profissional

Errar é humano, mas pode causar prejuízo. Segundo estudos realizados pela Universidade Federal de Minas Gerais e pelo Instituto de Estudos…

Uber

As dúvidas de quem começa a dirigir para o UBER ou outro aplicativo de carona remunerada são: existe seguro especifico…

Seguro auto popular

As normas do seguro Auto popular  entraram em vigor em 01/04/2016. O Conselho Nacional de Seguros Privados aprovou, em reunião…

O que é o Momento Seguro

Momento Seguro é um projeto antigo que amadureceu e vem preencher um espaço que o mercado de seguros merece. Com…